Experiência do usuário da web em relação às cores

Embora às vezes a cor seja considerada uma escolha puramente estética por alguns profissionais, entender o impacto das cores é fundamental para a criação de uma paleta que funcione bem em design digital. As cores têm inúmeros significados e podem funcionar como componente-chave para causar efeitos psicológicos sobre a usabilidade de produtos digitais, tanto quanto a linguagem.

Sites e aplicativos com uma paleta de cores adequada despertam a atração automática do usuário – algo flui naturalmente e com satisfação – muitas vezes por complementar a estrutura e a hierarquia de uma interface, ou por associações ao mundo real, proporcionando uma experiência agradável em relação a um produto. Por sua vez, uma escolha inadequada de cores influencia a experiência do usuário de forma negativa e pode até tornar a interação inexpressiva.
Apesar de se tratar de um tópico complexo e com muitos pontos sutis, existem certos aspectos das cores em web design que podem ser tratados em um nível mais universal. Elementos como variações culturais nos significados das cores e função do aplicativo ou site são exemplos de conceitos básicos bastante diretos para os designers aplicarem no seu trabalho.

Significado das diferentes cores: análise básica

Foto: Pixabay

As variações na área vermelha do espectro de cores são conhecidas como cores quentes e incluem vermelho, laranja e amarelo. O vermelho, por exemplo, é capaz de provocar reações fortes, indicando alerta, perigo ou paixão. O laranja, cor muito criativa e energética, está associado à aventura, juventude e também pode evocar um sentimento retrô, pelos fortes laços com o estilo dos anos 1970. Já o amarelo é uma cor alegre e otimista, usado em tons mais neutros para designs relacionados a temas infantis, tons mais brilhantes em designs criativos, ou ainda tons mais escuros associados à riqueza.

Cores frias como azul, verde, índigo e violeta remetem à quietude, doçura, contemplação e diferentes tons destes quadros mentais. O verde tem algumas associações variadas como ambientalismo e natureza, ou ainda riqueza e tradição (em tons mais escuros). O azul é a cor mais apreciada universalmente, o que pode explicar por que tantas empresas optam por tons de azul para sua marca. Os azuis mais brilhantes aparecem associados à comunicação, enquanto outros tons frequentemente remetem à lealdade e confiança.

O roxo, por muito tempo, foi uma cor associadas à realeza, com significados variados que também podem evocar mistério e espiritualidade. Seus matizes podem ser encontrados em marcas e projetos criativos, que necessitam se distinguir de outros concorrentes.  

Preto pode sugerir sofisticação e luxo. Dependendo das outras cores usadas em conjunto, o preto pode parecer moderno ou tradicional, formal ou casual. O branco está ligado à pureza, inocência e positividade, e é bastante usado em designs minimalistas devido à sua neutralidade. Assim como o preto, o branco assume facilmente as características de outras cores com as quais se reune. Já a cor cinza tem significados variados, dependendo do contexto. Pode ser conservadora e sofisticada, ou designar emoções.

Mas a cor, entretanto, não pode ser considerada apenas pela teoria a qual geralmente está associada – cor também é arte. Portanto, uma cor pode ser percebida de outras maneiras, permite outras combinações, alterando o matiz exato ou variando a forma como é usada entre outros elementos do web design.

Saturação de cor pode ter efeito profundo no ambiente digital

Foto: Pixabay

As cores saturadas são consideradas dinâmicas, chamativas e emocionantes, razão pela qual são comumente usados para links, alertas, sistemas de mensagens e botões.
Cores claras e escuras dessaturadas são freqüentemente usadas para painéis, plano de fundo e menus. O principal motivo é que elas não chamam a atenção e não interrompem a concentração dos usuários.

Cores complexas sugerem uma interface ou design de maior qualidade

Sites e aplicativos com blocos de cores simples são aparentemente aceitáveis, mas mesmo um pequeno sombreado gradativo ajuda a torná-los mais profissionais. Isso é especialmente verdadeiro quando se trata de interfaces em que as cores luxuosas e mais complexas sugerem uma qualidade superior às projetadas por um amador.

Usabilidade e cor estão relacionadas em termos de função do aplicativo ou site

Sites e aplicativos são aparentemente mais fáceis de usar se as cores corretas forem escolhidas. As cores podem ser usadas para separar e destacar diferentes seções, categorias e funções. Cores que chamam a atenção podem indicar funções de alta prioridade, bem como cores neutras podem indicar funções de prioridade mais baixa.

A cor também pode ser usada para sugerir o perigo de uma função, como usar vermelho para fechar uma conta ou excluir algo do site, e usar verde para sugerir a adição de algo ou o livre acesso. Por exemplo, um sistema de gerenciamento de conteúdo pode destacar o botão “excluir” para widgets com uma cor vermelha. O botão “adicionar” pode ser destacado para widgets com as cores azul ou verde.

Embora algumas cores sejam universais no design, como preto, branco e cinza, matizes com as quais são combinadas podem criar experiências melhores. Uma paleta de cores bem projetada, especialmente aquela que inclui alguns tons inesperados, não é apenas uma escolha estética – pode ter efeitos psicológicos significativos nos usuários. Mas essa é apenas uma pequena parte de um quebra-cabeça maior que é o design de um site ou aplicativo e sua usabilidade subsequente.

Total
1
Shares
Posts Relacionados