Por um 2017 melhor, evolua e apresente | Designers Brasileiros
Artigos

Por um 2017 melhor, evolua e apresente

Conheça minha metodologia para uma evolução real — pessoal e profissional — apesar da crise e do desemprego.

Finalizando o pensamento que iniciei na última quinzena trato das 2 etapas finas do processo que sigo para seguir prosperando pessoal e profissionalmente. Se não leu o primeiro artigo, clique aqui e confira-o primeiramente.

Se você já é meu leitor acredito que esteja atento. Se não é, saiba que não ofereço fórmulas prontas ou respostas concretas. Não acredito em um caminho suave — ainda que tenho aprendido o Bêaba em uma apostila com este nome! Mas creio fortemente em trabalho e ciência, que, quando aliados, tornam-se Método. O processo que apresento nesta coletânea nada mais é do que uma sintetização de ótimas metodologias de trabalho e estudo que existem por aí.

A abordagem acima, conhecida como Design Thinking é uma de minhas fontes.

Quer crescer? Evolua!

Tratei no texto anterior sobre uma produção pessoal de forma mais abrangente, sem me deter ao público criativo que compõe meus leitores mais comuns. Continuo no mesmo tom para o tema atual.

De uma forma ou de outra, cada um de nós já possui uma produção pessoal. Não tenho dúvidas de que você já estudou algo. Já pesquisou e fez trabalhos a respeito. Certamente um dia já se apaixonou por um assunto a ponto de fazer anotações, criar esquemas, mapas mentais e conexões de assuntos que se ligam e precisam ser melhor explicados para alguém com menor conhecimento. E por que não fazê-lo? A internet é um mar de conexões. Um mar que aguarda ansiosamente sua garrafa contendo recado importantíssimo — conhecimento!

Esse conhecimento pode se apresentar de ínúmeras formas: rascunhos de caderno, impressos ou apresentações arquivadas num computador. Esse conteúdo pode até estar fresco em algum lugar de sua mente — mais fácil ainda!

O importante neste ponto é que você ponha para fora o que sabe ou divulgue o que já produziu de interessante de uma forma moderna — para que atinja um público muito maior. E neste processo retrabalhe seu conteúdo, melhorando ideias, corrigindo rotas e aperfeiçoando o que pode ser mais bem explicado.

Já reparou como eu gosto desses caras que deram origem às tartarugas? 😛

A frase acima é atribuída a Leonardo Da Vinci, um dos maiores gênios que a raça humana já produziu. Parece banal mas definitivamente não é. É de primordial importância que, ao evoluir sua produção de conteúdo, você simplifique cada vez mais a informação. Lembre-se da sociedade de consumo onde você se insere. Considere a disputa pela atenção de seu público-alvo. Comunique-se de forma clara e consistente.

Publique sem gastar dinheiro!

Querendo ou não você já sofre as consequências dos malefícios da rede diariamente em sua vida. Agora é hora de aproveitar tudo que a internet tem de bom! Atualmente encontramos ferramentas geradoras de tudo que precisamos sem precisar investir nada para começar. Está tudo aí disponível. Você só precisa de programação e comprometimento para cumprir seus objetivos e atualizar todo o material interessante que você já possui!

Transforme suas ideias em mapas, vídeos, imagens e apresentações

Se precisa de vídeos para incrementar o que tem a dizer? Acho que não preciso apresentar o Youtube, mas que tal um post detalhando tudo que precisa para começar?

Deseja ilustrar uma estrutura ou conexão entre tópicos? Tente criar mapas mentais (mind maps em inglês). Sempre uso o MindMeister ou o Bubblus — gratuitos, intuitivos, perfeitos.

Deseja criar uma imagem e manipular ela junta a um texto? Não precisa ser Designer para começar. Comece por uma plataforma existente como o GetStencil e enriqueça seu material.

Depois disso pode evoluir para gráficos no PowerPoint ou aventuras no Paint. Desde que haja disposição, tudo pode ser feito. Com custos mínimos ou inteiramente de graça!

Quer evolua? Apresente!

Agora que você já tem material pronto e precisa publicar chegou o momento de tratarmos de publicações no Facebook, certo? Errado! 😉

É fato que o Facebook — sinônimo de rede social no Brasil — é certamente uma plataforma de alcance poderoso. Mas é bastante importante que se considere o meio onde você deseja inserir sua mensagem.

Redes sociais são sim importantes mas é possível que outras lhe ofereçam mais capacidade e resultados que o Facebook. A ideia destas redes é justamente abrigar sua produção e te colocar em conexão com outros indivíduos em situação semelhante.

Behance, por exemplo, é uma ótima pedida para profissionais criativos. O Issuu permite que suas publicações sejam feitas em formato de revista e que isso seja inserido em outras publicações, como este artigo que está lendo, por exemplo — que tal?

Ainda tratando de apresentações, o Slideshare é outra belíssima plataforma. Confira abaixo um exemplo.

Quem trabalha com desenvolvimento conhece bem o GitHub, um repositório de arquivos e códigos que acaba servindo não só como ferramenta mas como apresentação do profissional envolvido.


E para reunir toda a produção?

Para reunir todo o tipo de conteúdo, as publicações são o que você precisa. No Linkedin, de tempos pra cá, existem as Publicações. Com elas você pode unir tudo que já tratamos até aqui e divulgar sua mensagem em um espaço estritamente profissional.
Por fim, ainda que corra o risco de se perder entre post sobre Política ou Gatinhos você também pode trabalhar com publicações no Facebook o mesmo já é possível. Quando for publicar procure pela opção artigo e mãos-à-obra.

Mesmo depois disso tudo, pode ser que você precise um Hub, um ponto de conexão e ancoragem das suas informações ou produção. E isto pode significar um site pessoal. Criar um site já não é uma tarefa tão complicada do ponto-de-vista tecnológico. Mas o aspecto conceitual é que fará mesmo a diferença! Tratarei deste assunto em um próximo artigo. No momento projeto meu portfólio e registro os detalhes para divulgar posteriormente, de forma consistente e objetiva.

Em resumo: Por um 2017 melhor, evolua, apresente a apresente-se! Mostre ao mundo quem você é, o que sabe e o que deseja aprender.


cecy meade love cute 3d headP.S: Assim como muita gente no mercado brasileiro fui tragado pela crise e estou sem um emprego formal! Busco um projeto interessante de trabalho para recolocação profissional. Aceito indicações de apoio remoto — ao menos até o fim de 2017 — e encaro este momento como mais uma oportunidade de crescimento. Espero registrar cada passo e detalhar no futuro o desfecho dessa situação.


Agradeço seus minutos de leitura! Se curtiu espalhe a palavra, vai ajudar me motivando a escrever mais sobre minha experiência em Milão e meus estudos no mestrado de Visual Design.
Aproveite seus minutos sagrados de vida e cresça sempre!

Sobre o autor

Henrique Foca

Henrique Foca

Foca é um designer experiente, com mais de 10 anos na área. É Head of Design e Home Officer na RedPill.Digital, apaixonado por UI e o universo a sua volta. Está em Milão cursando Mestrado em Visual Design pela Scuola Politecnica di Design.

Comentários no Facebook