Autor: Henrique Foca

Henrique Foca

Foca é um designer experiente, com mais de 10 anos na área. É Head of Design e Home Officer na RedPill.Digital, apaixonado por UI e o universo a sua volta. Está em Milão cursando Mestrado em Visual Design pela Scuola Politecnica di Design.

Sinalização, ícones e ideogramas determinam nossa comunicação diária enquanto sistemas pictográficos nos guiam e dominam o espaço público. Muito do que entendemos como linguagem visual se origina no Método de Estatísticas Pictóricas de Viena, de Otto Neurath, posteriormente conhecido como ISOTYPE (International System of Typographic Picture Education). No início do século XX, o cientista social Otto Neurath (Viena, 1882 — Oxford, 1945) estudava e debatia em grupos filosóficos formas de refinar e ampliar a difusão de informação na sociedade em quem vivia. Com uma formação híbrida em Sociologia e Economia, o professor Neurath considerava que o campo das Ciências Sociais precisava alcançar…

Ler Mais

Esqueça o que possa ter ouvido sobre aquele profissional que só usava 5 famílias tipográficas. Massimo Vignelli foi muito mais que isso e você se surpreenderá ao descobrir o frescor de seus projetos. Numa noite do inverno de 1960 descia um Alfa Romeo Berlina 2000 pela colina que termina na fronteira entre Suíça e Itália, região de Chiasso. Incomodado pelo frio cortante, o oficial da guarda aborda o condutor e checa os documentos. O homem, um produtor gráfico milanês, retorna a casa depois de uma jornada de trabalho em Zurique, capital vizinha. Algumas horas depois, da segurança de seu lar…

Ler Mais

Conheça minha metodologia para uma evolução real — pessoal e profissional — apesar da crise e do desemprego. Finalizando o pensamento que iniciei na última quinzena trato das 2 etapas finas do processo que sigo para seguir prosperando pessoal e profissionalmente. Se não leu o primeiro artigo, clique aqui e confira-o primeiramente. Se você já é meu leitor acredito que esteja atento. Se não é, saiba que não ofereço fórmulas prontas ou respostas concretas. Não acredito em um caminho suave — ainda que tenho aprendido o Bêaba em uma apostila com este nome! Mas creio fortemente em trabalho e ciência, que, quando aliados, tornam-se Método. O…

Ler Mais

Conheça minha metodologia para uma evolução real — pessoal e profissional — mesmo em tempos de crise.  Remexendo em meus arquivos encontrei um post desta mesma época, na virada de 2015 para 2016. “O ano de 2015 no Brasil foi marcado por acontecimentos tristes, que repetem-se infelizmente ano após ano. Violência urbana absurda, total falta de disposição e planejamento político, corrupção (da sede do Planalto à sua ligação clandestina de tv) e um baixíssimo investimento em educação, de forma geral. Fora daqui, o terrorismo e as sequelas do fanatismo voltaram a assombrar o noticiário, o que convenhamos, também não chega a ser grande novidade. A impressão…

Ler Mais

Qual a validade do diploma na atividade do designer? Motivado por este tema recorrente, fui mexer em ‘minhas gavetas antigas’, refletindo sobre o que pode ser melhorado no ensino formal dos mais jovens. O que realmente aprendi Nos tempos de faculdade sempre fui um estudante regular. Frequentava as aulas e me doava com afinco aos estudos que mais me agradavam. Levava adiante as matérias pelas quais me interessava menos ou, na época, achava que faziam menos sentido na grade curricular. Meio CDF como sempre fui, passava em tudo, sem sufoco ou brilho. Cursei Desenho Industrial — Habilitação em Comunicação Visual — na Universidade Estadual de…

Ler Mais

Em uma semana marcada pelo lançamento do iPhone 7 — sem grandes inovações de software ou hardware — decidi contar um pouco sobre uma grande figura por trás da monstruosa companhia da maçã: Sir Jonathan Ive. Uma ótima definição do que você é como designer é a maneira que olha para o mundo a sua volta. Penso até que seja uma maldição, estamos sempre olhando para alguma coisa e pensando: Por que isso é assim? Por que é dessa maneira e não daquela? Acabamos projetando constantemente. Como é de seu perfil recluso, o Chief Design Officer da Apple pouco apareceu na apresentação oficial dos produtos, na…

Ler Mais

Tome sua dose semanal de Metalinguagem enquanto escrevo sobre meu processo de escrita. Será que você, designer, também precisa escrever? Confira uma resposta bem argumentada para essa famosa questão. Você já ouviu falar em Metalinguagem? Nesta semana, faremos o uso dela em nosso papo semanal. Segundo a Wikipedia: Em Lógica e Linguística, uma metalinguagem é uma linguagem usada para descrever algo sobre outra(s) linguagens. De modo mais amplo, uma metalinguagem pode referir-se a qualquer terminologia ou linguagem usada para descrever uma linguagem em si mesma. Não facilitou muito, né? Vamos lá, tentando de novo. Que tal um texto que descreve…

Ler Mais

Dia após dia profissões surgem e deixam de existir. E o Design, estaria destinado a desaparecer também? Relembre um pouco do passado, pense no presente e embarque nesta discussão sobre a posição de Designer de Interfaces no futuro. Vivo em um vai-e-vem eterno entre metrópole e interior. Acabo observando bastante nossa sociedade, suas particularidades e evoluções. Não há ocasião melhor para uma boa observação filosófica do que as longas horas em trânsito, afinal. Neste fim de semana me deparei com um caso interessante no interior, me fez pensar. Fui introduzido por meu sogro a um senhor de posição outrora instigante.…

Ler Mais

Em certos momentos, percebemos que o trabalho é cada vez mais repetitivo. Deixar-se abater por isso pode ser o fim da linha para mentes e corações criativos. Mas o que Einstein tem a ver com isso? Já tem algum tempo que me perguntam sobre o que faço para me reinventar profissionalmente e me motivar. Muita gente parece procurar uma receita pronta para voltar a enxergar um futuro repleto de sentido e um dia-a-dia menos sacal. A rotina enche o saco, sabemos disso. Reparo que esse é um problema universal. E não se limita à nossa vida profissional. A realidade está…

Ler Mais

Vivemos na era da valorização do estilo ‘clean’ há um bom tempo, quando o assunto é design. Eu por exemplo, sou um fundamentalista do simples. Mas façamos uma reflexão: O que vem a seguir? Nos últimos meses, líderes inovadores do design tem apresentado o que parece ser o próximo nível de um ‘design minimalista’. As equipes de Experiência do Usuário de Facebook, AirBnB e Apple, por exemplo, parecem seguir uma cartilha bastante similar, simplificando as interfaces de seus produtos de forma a emplacar uma nova tendência. É uma Tendência Redutiva aplicada a todos os elementos que integram uma interface ou…

Ler Mais