Profissão Designer | Designers Brasileiros

Resolvemos escrever um diário de bordo falando um pouco de como é a profissão, as tendências, as vantagens e desvantagens e mostrar a famosa expectativa versus realidade (é a vida real rs).

Expectativa

“Sou rico, me dei bem demais, sou O DESIGNER”

Realidade

“Trabalho demais, ganho como um estagiário e ainda me perguntam se o logo é pago”

Sim, a vida não está fácil para ninguém, toda profissão requer muita persistência, amor, paixão, habilidade e dedicação.

Persistência porque passamos por momentos que queremos desistir, que tudo fica difícil, que ganhamos pouco, que não somos valorizados, mas temos amor e paixão pela profissão, pelo o que criamos e desenvolvemos.

Habilidade, pois, precisamos de aptidão, dom para as coisas nessa vida, ter as sacadas para a criação e dedicação para continuar estudando e evoluindo.

O profissional da área de design desempenha o papel de criar e inovar, ele se preocupa com a aparência, com o aspecto do trabalho que está desenvolvendo. Cada trabalho, job, projeto é único.

A primeira coisa que precisamos entender é que há muitas áreas no design, algumas delas são:

  • Design Gráfico
  • Design de Interfaces
  • Web Design
  • Motion Graphics
  • Design de Games
  • Design de Interiores
  • Design de Produto
  • Design de Moda
  • Design Automotivo
  • Design de Sobrancelhas (brinks)

São infinitas as possibilidades no mercado, basta estudar e se encaixar no local que mais lhe agrada.

A necessidade crescente das empresas de fortalecerem suas marcas contribui para o crescimento das ofertas de emprego para designers, todas as empresas precisam (devem) de um designer profissional, mesmo que não seja contratado da empresa, pode ser através de agências, por exemplo.

Um pouco mais sobre as profissões

Designer Gráfico

O profissional da área de Design Gráfico cria projetos de comunicação visual e novos produtos e embalagens, desenha logos, cria panfletos, outdoors, layouts, etc.

Designer de Interfaces

O designer de interface lidera e coordena a construção do protótipo e o design da interface do usuário. Se concentra somente no design e na “formatação visual” da interface do usuário.

Web Designer

Uma das funções de um web designer é desenhar interfaces que atraiam o usuário e que, além disso, sejam de uso fácil, a área é confundida com o design de interfaces. Para exercer essa carreira tão ampla, que envolve até a criação de sites, é necessário entender sobre a elaboração de projetos e desenvolver interfaces que correspondam com as informações que o cliente forneceu sobre os objetivos do site, o tal do briefing. Esta profissão envolve o desenvolvimento e melhoramento da estrutura dos sites.

Motion Graphics (videografista)

A função do profissional Motion Graphics (que até o momento não tem um nome próprio, alguns usam “videografista”) é atuar na criação de vinhetas de abertura, filmes publicitários e videoclipes.

Sua presença não para de aumentar na Internet e em dispositivos móveis.

Designer de Games

O profissional da área de Design de Games projeta e desenvolve jogos eletrônicos. Ele participa de todos os processos que envolvem a criação de games, desde a definição das regras do jogo até os testes finais, passando pela criação e animação dos personagens, definição do roteiro e a animação das telas.

Designer de Interiores

Além de residências, o designer de interiores define ambientes de trabalho ou de passagem, como consultórios, lojas, restaurantes, área de atendimento em bancos ou órgãos públicos. Pode trabalhar em lojas de mobiliário, de revestimentos. Para atuar como consultor autônomo, é necessário certo tempo de carreira.

Designer de Produto

O designer de produto ou desenhista industrial é o profissional que atua na concepção estética de diversos produtos que utilizamos em nosso dia a dia, como móveis, eletrodomésticos, produtos eletrônicos e automóveis.

O designer de produto é quem elabora a identidade visual de manufaturados ou industrializados, enfocando conceitos como adequação do material, ergonomia, atenção ambiental, praticidade e beleza.

Designer de Moda

O designer de moda é o profissional que usa suas habilidades, imaginação e criação gráfica para a confecção de desenhos modelo nas mais diversas áreas, como roupas, acessórios, decoração, etc. Esses profissionais mantém suas experiências pessoais como referências que agregam valor as suas criações e interferências nos processos criativos ou produtivos, a partir da junção de conceitos, gostos, sensibilidade, tendências, conhecimentos, embasamentos científicos e muita técnica.

Sua busca deve transpor os limites do mundo fashion, abrangendo pesquisas nas mais variadas áreas, de maneira globalizada. Diferentemente de um estilista – profissional que lida com o mercado e com a marca a ser atribuída às peças confeccionadas – o designer de moda é o fornecedor de material para a composição de desfiles, de ambientes decorativos, etc.

Designer Automotivo

No Brasil há poucos designers automotivos, é uma área que tende a crescer cada dia mais apesar da crise que assola nosso país. Com conhecimento em design automotivo você poderá trabalhar em qualquer lugar do mundo.

O designer automotivo é a pessoa responsável por criar modelos inovadores que melhoram a funcionalidade e a aparência dos automóveis. A maioria deles trabalha em equipe com outros designers e engenheiros. O designer faz esboços básicos de carros com a ajuda de um programa de desenho assistido por computador e depois produz mais imagens detalhadas em 3D. O designer automotivo pode ganhar um salário bom, além de conseguir combinar habilidade técnica com criatividade e inovação.

Perfil

Esse profissional possui afinidade com arte e desenho, tecnologia pois utiliza ferramentas essenciais para que o projeto aconteça.

Ele é inovador e extremamente criativo, para que alcance o senso estético adequado, o pensamento, sacada e cartada de mestre.

Virar freelancer

O profissional de design pode trabalhar como autônomo, a ele é atribuído o famoso título de freelancer. Trabalhando autonomamente você pode trabalhar para agências que terceirizem ou até mesmo para o cliente final (as empresas e comércios), lembrando que para virar freelancer você entra no quesito de ideias para trabalhar em casa, esse é o sonho de muitos e com certeza pode ser alcançado dessa maneira.


Texto com contribuição de Ana Carolina. | Algumas informações retiradas do Guia do Estudante

Dalmir
Author

Dalmir Junior é fundador do Designers Brasileiros e Coordenador de Criação na Prefeitura de Franco da Rocha.

Comentários no Facebook